Avaliação - Cursos Profissionais

 

 

Estrutura Curricular

Os cursos profissionais têm uma estrutura curricular por módulos, permitindo uma maior flexibilidade e o respeito pelos ritmos de aprendizagem dos alunos. Para além das disciplinas e da Formação em Contexto de Trabalho, os alunos realizam uma Prova de Aptidão Profissional, projecto que mobiliza as capacidades e saberes adquiridos ao longo do curso.

Para conhecer os programas das disciplinas consulte: Agência Nacional para a Qualificação

  

Escala de Avaliação

 

A classificação das disciplinas, da FCT e da PAP expressa-se na escala de 0 a 20 valores. A classificação final de cada disciplina obtém-se pela média aritmética simples, arredondada às unidades, das classificações obtidas em cada módulo.

 

Momentos Especiais de Avaliação

São definidos momentos especiais de avaliação para recuperação de módulos em atraso.

 

Classificação do Curso

 

A classificação final do curso obtém-se mediante a aplicação da seguinte fórmula:

 

CF=[2MCD+(0,3FCT+0,7PAP)]/3

CF=classificação final do curso, arredondada às unidades;

MCD=média aritmética simples das classificações finais de todas as disciplinas que integram o plano de estudos do curso, arredondada às décimas;

FCT=classificação da formação em contexto de trabalho, arredondada às décimas;

PAP=classificação da prova de aptidão profissional, arredondada às décimas.

 

Assiduidade

No cumprimento do plano de estudos, para efeitos de conclusão do curso com aproveitamento, devem estar reunidos cumulativamente os seguintes requisitos:

a) A assiduidade do aluno não pode ser inferior a 90% da carga horária do conjunto dos módulos de cada disciplina;

b) A assiduidade do aluno, na FCT, não pode ser inferior a 95% da carga horária prevista.

 

Certificação

A conclusão de um curso profissional é certificada através da emissão de:

 

a) Um diploma que certifica a conclusão do nível secundário de educação e indica o curso concluído;

b) Um certificado de qualificação profissional de nível 3 que indica a média final do curso e discrimina as disciplinas e respectivas classificações, a designação do projecto e a classificação obtida na respectiva PAP, bem como a duração e a classificação da FCT.

 

 

Legislação Relevante:

 

Decreto-Lei nº 139/2012; Decreto-Lei n.º 91/2013

Despacho nº 9815-A/2012

Portaria n.º 74-A/2013  atualizada pela Portaria n.º 59-C/2014  atualizada pela Portaria n.º 165-B/2015

Portaria nº 550-C/2004 (revogada)

Portaria nº 797/2006 (revogada)

Prosseguimento de Estudos

 

Os cursos profissionais são formações de nível secundário, com a duração de três anos letivos, vocacionados para a qualificação profissional dos jovens, privilegiando a sua inserção no mundo do trabalho e permitindo o prosseguimento de estudos ao nível do ensino superior ou de Cursos de Especialização Tecnológica - CET ou Cursos Técnicos Superiores Profissionais.

 

O modelo de avaliação não inclui a realização de exames nacionais. Contudo, os alunos dos cursos profissionais que pretendem prosseguir estudos no ensino superior ficam sujeitos à realização de exames nacionais nas seguintes disciplinas:

 

a) Na disciplina de Português da componente de formação geral dos cursos científico-humanísticos;

b) Numa disciplina  escolhida de entre as que compõem os planos de estudo dos vários cursos científico-humanísticos.

 

Por outro lado, deverão submeter-se às condições exigidas pelos estabelecimentos de ensino superior, ou seja, realizar os exames correspondentes às Provas de Ingresso e os Pré-requisitos. Para uma informação mais detalhada sobre o acesso ao ensino superior, consulte a página relacionada com o Ensino Superior ou o site oficial do acesso ao ensino superior: Direcção-Geral do Ensino Superior

 

Notas: 

Os alunos dos cursos do ensino profissional e pretendam prosseguir estudos no ensino superior realizam na qualidade de autopropostos os exames finais nacionais da disciplina de Português, da componente de formação geral dos cursos científico-humanísticos, numa disciplina escolhida de entre as que compõem os planos de estudos dos vários cursos científico-humanísticos, correspondendo a CFCEPE ao valor resultante do cálculo da expressão (7CFC+3M)/10.

A CFCEPE é calculada pela média ponderada da classificação final do curso profissional (peso de 70%) e a média aritmética simples, arredondada às unidades, dos exames (peso de 30%), arredondada às unidades, da seguinte forma: CFCEPE = (7CF+3M)/10

 

Sendo:

CFCEPE – classificação final de curso para efeito de prosseguimento de estudos

CF – classificação final do curso profissional, calculada até às décimas, subsequentemente convertida para a escala de 0 a 200

M – média aritmética simples dos exames nacionais, arredondada às unidades na escala de 0 a 200

 

Só podem ser certificados para efeitos de prosseguimento de estudo no ensino superior os alunos em que o valor da CFCEPE e a média aritmética dos  exames finais nacionais sejam iguais ou superiores a 95 pontos.

 

Os alunos dos cursos do ensino profissional podem realizar os exames finais nacionais para efeito de prosseguimento de estudos, independentemente do ano do seu curso que se encontrem a frequentar, devendo contudo acautelar a validade das provas de ingresso.

 

Exames - Legislação Relevante: