Dia Aberto na Unidade de Saúde Ambiental e Ocupacional do Instituto Ricardo Jorge: inscrições até 5 de novembro

23/10/2018 23:36

A Unidade de Ar e Saúde Ocupacional (UASO) do Departamento de Saúde Ambiental do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge vai abrir, nos dias 12 e 13 de novembro, as portas dos seus laboratórios, em Lisboa, a estudantes do ensino secundário. As escolas/turmas interessadas em participar no “Dia Aberto na UASO2 devem efetuar a sua inscrição até 5 de novembro.

 

A iniciativa tem como principal objetivo promover a Saúde Ambiental e Ocupacional através de atividades de avaliação e prevenção de riscos de exposição a agentes químicos nos locais de trabalho. Além de sensibilizar os mais jovens para a importância das condições de trabalho para a sua vida e da sociedade, o evento pretende também divulgar as atividades de prevenção em saúde ambiental e ocupacional desenvolvidas pelo Instituto Ricardo Jorge.

 

Este Dia Aberto é gratuito e prevê a realização de palestras e visitas aos laboratórios da UASO, com sessões de manhã (10:00-12:30) e tarde (14:00-16:30). As escolas/turmas interessadas em participar devem inscrever-se através do email comunicacao@insa.min-saude.pt, indicando a opção do horário pretendido (2 prioridades), nome da escola, ano letivo da turma, área de estudos, número de alunos e professores (máximo de 30 alunos por turno), identificação do professor responsável e contactos.

 

O “Dia Aberto na Unidade de Saúde Ambiental e Ocupacional – Prevenção de riscos de exposição profissional no trabalho, promoção de locais de trabalho saudáveis” integra também a campanha europeia “Healthy Workplaces Campaign 2018-19, Manage dangerous substances in the workplace”, da Agência Europeia para a segurança e Saúde no Trabalho (EU-OSHA). O ambiente de trabalho seguro e saudável tem sido o mote das campanhas da agência europeia na área da prevenção dos riscos profissionais.

 

Para 2018-2019, a EU-OSHA propôs o desenvolvimento do tema “Locais de trabalho saudáveis: gestão de substâncias perigosas”, no sentido de sensibilizar para os riscos apresentados pelas substâncias perigosas no local de trabalho, ajudando a esclarecer equívocos comuns. A campanha pretende ainda promover a avaliação dos riscos, prestando informações sobre ferramentas práticas e criando oportunidades para a partilha de boas práticas.